terça-feira, 19 de maio de 2009

Moro em um mundo que vai acabar...


Moro em uma casa que vai deixar de ser minha casa em exatos dois anos e meio. Em breve nenhuma dessas paredes contará mais minha história porque eu não estarei aqui... Talvez haja amanhã em meu atual leito, um ocupante do meu lugar social de estudante beneficiário de uma política de assistência estudantil... E no final de dez anos, não haverá a minha história ou a dele... Mas apenas a de todos nós... Assim... O tiro que eu quase levei aqui de um vizinho nunca terá existido... O amor que um dia virou ódio, a varanda que tanto prazer guardou... Nada disso existirá... Onde estarei eu... Onde estará a Residência Universitária da UFBA em mim?

(Tela de Fernando Bernardes, Residente da R1 - UFBA)

Postado por Ítalo Mazoni em 19 de maio de 2009

Um comentário:

superlativa disse...

em você a residência estará sempre,
mas v. voará mais longe; bem mais longe.